Site Desenvolvido pela Agência Católica
Data : 29/09/2016

Dados sujeitos a alteração sem aviso prévio.

O conteúdo deste material on-line não expressa, necessariamente, a nossa opinião.

Reportar erro

Cor Unum:

corunum5ª reunião sobre a crise humanitária na Síria e Iraque

4 milhões e 800 mil são os refugiados sírios em todo o Oriente Médio – ANSA

Roma (RV) – Realizar-se-á na próxima quinta-feira (29/09), em Roma, a 5ª reunião sobre a crise humanitária síria e iraquiana, promovida pelo Pontifício Conselho Cor Unum.

Participam do encontro 40 organismos caritativos católicos, além de representantes dos episcopados locais, de Congregações religiosas que trabalham no Oriente Médio e os Núncios Apostólicos na Síria e Iraque. A reunião será aberta às 9h30 locais com a audiência com o Papa Francisco que receberá os participantes na residência apostólica vaticana.
Os trabalhos prosseguirão no Auditório João Paulo II da Pontifícia Universidade Urbaniana. Depois da introdução do Secretário do Pontifício Conselho Cor Unum, Dom Giampietro Dal Toso, seguem o discurso do enviado especial da Onu para a Síria, Staffan de Mistura, a apresentação da II Pesquisa sobre a resposta da rede eclesial à crise humanitária iraquiana e síria 2015-2016, realizada pelo Cor Unum; e a palestra do Secretário de Estado, Cardeal Pietro Parolin.
Na parte da tarde, depois de uma atualização sobre a situação política e humanitária feita pelo Núncio Apostólico na Síria, Dom Mario Zenari, e pelo Núncio Apostólico no Iraque, Dom Alberto Ortega, os participantes se reunirão em grupos de trabalho e o encontro se concentrará nos aspectos concretos da colaboração entre os vários sujeitos comprometidos no Oriente Médio.
Os objetivos da reunião, em continuidade com o percurso empreendido nos últimos quatro anos, são os de fazer um balanço do trabalho desempenhado até agora pelos organismos caritativos católicos no contexto da crise, partilhando as respostas da Igreja em relação à situação humanitária; discutir as críticas emersas e encontrar as prioridades para o futuro; analisar a situação das comunidades cristãs residentes nos países afetados pela guerra, promovendo uma sinergia entre as Dioceses, Congregações religiosas e organismos eclesiais.
O conflito na Síria e no Iraque produziu uma das crises humanitárias mais graves das últimas décadas e está no centro da atenção internacional. A Santa Sé, além da atividade diplomática, participa ativamente dos programas de ajuda e assistência humanitária.
A rede eclesial alcançou no biênio 2015-2016 mais de 9 milhões de beneficiários individuais, mobilizando cerca de 207 milhões de dólares (em 2015) e 196 milhões de dólares (em 2016 atualizado em julho). Desde 2011, a crise provocou mais de 300 mil vítimas e 1 milhão de feridos.
Atualmente, são mais de 13 milhões e 500 mil as pessoas que precisam de ajuda na Síria e mais de 10 milhões no Iraque. Os refugiados internos são 8 milhões e 700 mil na Síria e mais de 3 milhões e 400 mil no Iraque. Quatro milhões e 800 mil são os refugiados sírios em todo o Oriente Médio, sobretudo na Turquia, Líbano e Jordânia. (MJ)

cor Unum